Goretti volta a cobrar promoções para PMs do sexo feminino

Você está em: Início / Notícias
13/11/2019

A deputada Goretti Reis (PSD), fez um pronunciamento na sessão desta segunda-feira, 11, no plenário da Assembleia Legislativa de Sergipe, cobrando agilidade no que se refere à ascensão da carreira de policiais militares do sexo feminino.

“A luta é antiga e desde dezembro de 2001 que as policiais femininas de Sergipe fazem uma via-crucis reivindicando seus direitos por meio de ações judiciais, tendo sido vencedoras e o estado cumpriu parte da decisão realizando curso de sargentos para as policiais femininas em questão, somente em 2008 e mesmo assim, a Polícia Militar não cumpriu imediatamente a promoção. Tiveram acesso a fazer o curso, mas entretanto não foram promovidas. Ganharam, mas não levaram”, lamenta.

Goretti Reis explicou que só em 2013, as policiais conseguiram execução de julgamento através de processo que visou a obtenção do cumprimento da decisão que determinou a execução, após o estado ter entrado com diversos recursos. “Com base nessa decisão, a Polícia Militar de Sergipe cumpriu o restante da obrigação promovendo retroativamente as policiais militares, conforme as médias obtidas no curso de formação de sargento, através do realinhamento voluntário à turma de sargentos do sexo masculino, do curso de 98. Parecia que o calvário feminino tinha acabado, fato este que não aconteceu. E em 2015, elas foram surpreendidas pela publicação no Boletim Ostensivo, anulando  a portaria  de 2013 que tinha promovido voluntariamente as policiais, ou seja, uma despromoção”, esclarece.

A deputada Lamentou ainda que o fato tenha adoecido muitas militares. “Isso porque com essa decisão, elas tiveram várias perdas financeiras, além do constrangimento na instituição, galgada de hierarquia e disciplina. Desta forma foi necessário que elas buscassem novamente o Poder Judiciário para  que seus direitos adquiridos não fossem descumpridos. E novamente tiveram o direito de participação nas promoções, colocando-as nas condições de excedentes, as fazendo a entrar com novas ações judiciais”, diz.

“Em 29 de outubro deste ano, houve uma decisão, informando que deve ser sanado o erro e isso está colocando policiais do sexo masculino em pânico, achando que as policiais ser preteridas em relação a eles. Peço apoio dos pares e do Poder Público para essa luta porque todas as ações que elas conseguem ganhar, mas não levam. A intenção delas é apenas fazer justiça a um direito que foi tirado, que é a ascensão da  carreira profissional e não prejudicar ninguém”, garante.

Foto: Sandra Cavalcante/Ascom Parlamentar

Veja também

Delegada da DAGV de Lagarto visita instalações da Procuradoria da Alese

Delegada da DAGV de Lagarto visita instalações da Procuradoria da Alese

06/12/2019 - “Só elogios para essa brilhante iniciativa. A deputada Goretti tem sido nossa parceria na luta contra a violência dom&eac...

Deputada Goretti Reis ressalta importância da humanização dos parlamentos em evento da Unale

Deputada Goretti Reis ressalta importância da humanização dos parlamentos em evento da Unale

27/11/2019 - No período de 20 a 22 de novembro, a deputada Goretti Reis, juntamente com deputados estaduais de todo o país participam da 23...

Professores indicados por Goretti Reis recebem Medalha Manoel Bomfim

Professores indicados por Goretti Reis recebem Medalha Manoel Bomfim

27/11/2019 - Na manhã de hoje, 26, por meio da Comissão  Estadual de  Educação, Cultura e Desporto  da Assembl...

Goretti volta a cobrar promoções para PMs do sexo feminino

Goretti volta a cobrar promoções para PMs do sexo feminino

13/11/2019 - A deputada Goretti Reis (PSD), fez um pronunciamento na sessão desta segunda-feira, 11, no plenário da Assembleia Legislativa ...

(C) 2019 Deputada Federal Goretti Reis. Todos Direitos Reservados